Menu
Séries

A Apple não quer que o iPhone vire celular de bandido

Fãs da Marvel descobriram quem é o vilão da série pela marca do celular.

Em março de 2021, a Marvel lançou a série Falcão e o Soldado Invernal, uma de suas produções exclusivas do serviço de streaming Disney+. A história que gira em torno do legado do Capitão América apresentava diversos antagonistas. Porém, um deles chamou mais atenção por não ter tido sua identidade divulgada. 

O Mercador do Poder apareceu na série como uma figura oculta, que estava por trás de vários eventos que ocorriam na cidade fictícia de Madripoor. No decorrer dos episódios, os espectadores teorizavam sobre quem estaria por trás desse codinome. Só que alguns fãs mais perspicazes foram mais a fundo e criaram uma teoria baseada em um elemento que pode ter passado despercebido para muitos: Os celulares usados pelas personagens.

Para entender melhor, temos que voltar um pouco no tempo. Em fevereiro de 2020, Rian Johnson, escritor de Star Wars, revelou para a Vanity Fair que as empresas são rígidas quanto ao uso de seus produtos em tela, citando a Apple como exemplo, dizendo que vilões não podem usar iPhone. Johnson até brincou que todo cineasta com um vilão misterioso em um filme deveria estar querendo matar ele. E ele não estava errado, já que foi a partir dessa declaração que os fãs da Marvel começaram a desconfiar de quem seria o antagonista secreto da série. 

Em um vídeo que viralizou no TikTok, uma fã apontou que alguns personagens apareceram com produtos da Apple, como foi o caso de Sam Wilson, o Falcão, e o Agente Torres. Até mesmo Bucky Barnes, o Soldado Invernal, que apareceu com um celular flip no primeiro episódio, chegou a aparecer manuseando um iPhone ao longo da série, quando o personagem já tinha encontrado redenção pelo que tinha feito no passado.

No entanto, uma personagem que víamos até então como heroína não aparentava possuir nenhum dispositivo com a maçã característica na parte de trás. Sharon Carter, sobrinha da Agente Peggy Carter e interesse amoroso do Steve Rogers, que tinha ficado sumida por alguns filmes, voltou para ajudar Sam e Bucky na nova aventura. Porém, toda vez que Carter usava algum celular ou tablet, sempre era de uma marca concorrente a da Apple. Isso acendeu uma luz vermelha na cabeça dos fãs que passaram a acreditar que a Agente 13 estava escondendo algum segredo dos protagonistas. Mas será que eles estavam certos? Spoilers a seguir!

Sim! Eles estavam certos! No último episódio é revelado que Sharon Carter é quem está por trás da alcunha de Mercador do Poder. Ao mesmo tempo em que ajudava os heróis na luta contra o grupo de vilões Apátridas, ela estava indo atrás de seus interesses pessoais nos negócios que criou enquanto estava escondida em Madripoor. Ainda, na cena pós-créditos, Sharon deixa mais claro que mudou de lado, quando fala em seu celular com alguém misterioso sobre ter acesso a informações importantes do governo. Ah, é claro! Não estava usando um iPhone para isso.